Rio Branco, Acre,





“Vamos ver qual é a próxima desculpa para enterrar a Lava Jato”, diz promotora acreana


"Não falta mais nada nesta terra onde o pavor das elites é uma operação de combate à corrupção"

EVERTON DAMASCENO, DO CONTILNET

Após a polêmica do vazamento de conversas entre o Ministro da Justiça, Sérgio Moro, e o Procurador da República, Deltan Dallagnol, a promotora de justiça do Acre, Alessandra Garcia Marques, saiu em defesa dos juristas brasileiros e escreveu em seu perfil no Facebook notas de apoio à Operação Lava Jato.

Em uma das publicações, a titular da vara de Defesa do Consumidor disse que o pavor de algumas “elites” é uma operação de combate à corrupção.

Alessandra Marques e Sérgio Moro/Foto: Reprodução

“Não falta mais nada nesta terra onde o pavor das elites é uma operação de combate à corrupção. Agora promotor deve ser inimigo de juiz, que deve ser inimigo de promotor, mas deve ser amigo de outras figuras por aí. Falem sério! Atuo há vinte e três anos praticamente no MP nunca tive um inimigo no Judiciário, onde os recursos não atrapalharam minhas relações pessoais, tenho amigos na Defensoria e nas advocacias privada e pública, e não deixarei jamais de tê-los, porque tenho, e tenho mesmo, deveres seríssimos quando estou num processo. Segue o jogo! Vamos ver qual é a próxima desculpa para enterrar a Lava Jato”, escreveu.

Em outra publicação, Alessandra usou a frase “Força Lava Jato”.

“O combate à corrupção não pode morrer, porque as elites neste país têm vivido de dinheiro espúrio advindo em grande parte dos cofres públicos. Força, Lava Jato!”, disse.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários






Outras Notícias

Veja Também