Rio Branco, Acre,





Presidente do PT no Acre, Cesário Braga, diz que Moro faz parte de uma quadrilha e deve renunciar


" As provas apresentadas pela reportagem do site Intercept Brasil"

LAMLID NOBRE, DO CONTILNET

O presidente do diretório do Partido dos Trabalhadores (PT), no Acre, Cesário Braga, defende que Sergio Moro deve renunciar de seu cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública do governo Bolsonaro, após a divulgação das mensagens trocadas entre o ex-juiz e procuradores da Lava Jato e desafia: “Mas acho que ele não tem hombridade pra isso.”.

Presidente do PT, no Acre, Cesáreo Braga./Foto: Reprodução

“As conversas divulgadas pelo site Intercept, revelam o grande conluio no Judiciário para tirar Dilma, prender Lula e impedir o PT de ganhar democraticamente mais um processo eleitoral.”, pontuou.

Para Braga, as revelações reabrem as possibilidades de diálogo do PT com a população brasileira. “Temos uma janela de oportunidade extraordinária para dialogar com a sociedade.”, disse.

Em nota publicada na tarde desta segunda-feira (10), o presidente do PT no Acre foi além: “Provas apresentadas pela reportagem do site Intercept Brasil, que comprovam a troca de mensagens entre procuradores da Lava Jato com destaque para Deltan Dallangnol e o ex-juiz Sérgio Moro, revelam que existia uma relação criminosa entre acusadores e juiz para condenar, sem provas ou se quer convicções, o presidente Lula.”, acrescentou.

Para ele, o que ocorreu, “um crime de grandes proporções comprovado”, é “apenas a ponta do iceberg do grande golpe aplicado no Brasil”, e conclui dizendo que “uma coisa é certa: esse julgamento fraudulento e essa quadrilha que condenou Lula injustamente e assumiu a presidência é que permitem que o Brasil esteja sendo roubado.”.

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários






Outras Notícias

Veja Também