Rio Branco, Acre,





Prefeitura inicia recuperação de ramais no cinturão verde da capital


São pouco mais de 200 quilômetros de ramais e estradas vicinais que serão beneficiadas com serviços de raspagem, piçarra e drenagem

ASCOM

Trabalhadoras e trabalhadores rurais comemoraram nesta sexta-feira, 7, o início da operação de recuperação de ramais no município de Rio Branco. O lançamento da ação foi realizado pela prefeita Socorro Neri na manhã de hoje no pátio da Central de Abastecimento (Ceasa), com a participação de dezenas de produtores, líderes de movimentos comunitários, vereadores e população da cidade.

Prefeita Socorro Neri realiza Lançamento da Operação Verão Ramais/Foto: Fagner Delgado

São pouco mais de 200 quilômetros de ramais e estradas vicinais que serão beneficiadas com serviços de raspagem, piçarra e drenagem. O investimento é de R$ 4 milhões, e só foi possível graças às medidas de ajustes fiscais na gestão municipal tomadas pela prefeita Socorro Neri, que garantiram não apenas a continuidade de serviços essenciais, como também reforços na infraestrutura, saúde e educação. Depois do lançamento da Operação Verão na parte urbana, a prefeita destacou que agora é hora de atender quem produz.

“Nós vamos atender prioritariamente os ramais que estão no cinturão verde da cidade, onde há grande concentração de pessoas e também produção. Locais próximos à escolas e postos de saúde também vão ter prioridade. Nesse primeiro momento nós vamos atuar em duas áreas ao mesmo tempo, uma no primeiro distrito e outra no segundo. Não é possível fazer tudo ao mesmo tempo, então eu peço que haja a compreensão. Estamos no aguardo da conclusão de licitações que foram realizadas, essa é parte mais complicada, burocrática, para formarmos novas equipes. A Prefeitura desenvolveu uma programação e que será cumprida até o fim do verão”.

Prefeita Socorro Neri realiza Lançamento da Operação Verão Ramais/Foto: Ascom

A presidente do Sindicato das Trabalhadoras e Trabalhadores Rurais do Acre (STTR), Fátima Maciel, falou que depois de muitos anos, essa é primeira vez que vê a operação de recuperação de ramais ser planejada e iniciada nos meses de maio e junho. O que segundo ela, permite que haja muito mais tempo para que as obras sejam realizadas antes do próximo inverno. “Eu quero parabenizar a prefeita e a sua gestão por isso, por essa iniciativa. A prefeita sentou com o movimento social, definimos nossas prioridades dentro daquilo que será possível fazer e ela foi muita honesta e franca. Não nos prometeu soluções mirabolantes e nem a resolução de todos os nossos problemas, agiu sem demagogia. E dentro do que é de responsabilidade do município, e com os recursos existentes, disse que vai primar pela qualidade das ações, além de pedir que nós nos engajemos na ajuda da fiscalização do que será realizado”.

Moradora e presidente da Associação de Moradores do Seringal Bagaço, distante cerca de 50 quilômetros da área urbana de Rio Branco, a produtora Maria do Carmo de Oliveira disse estar feliz pelo início da ação, que mais do que qualquer outra coisa, garante não apenas o escoamento do que é produzido pela agricultura familiar, mas também dignidade e cidadania.

“Principalmente agora que nós estamos entregando produção para o PAA [Programa de Aquisição de Alimentos] a gente precisa que o caminhão consiga entrar no ramal. A gente fica contente que a Prefeitura inicie logo agora esse trabalho de recuperação dos nossos ramais, ainda temos um grande período de estiagem pela frente e quanto mais tempo para trabalhar melhor é”, disse Maria do Carmo.

Na região do Ramal Catuaba, a produção de goma, farinha e colorau são as principais atividades econômicas da comunidade, segundo o presidente da Associação de Moradores, Marcos dos Anjos Teixeira. “Vai facilitar muito a vida dos produtores para o escoamento do que nós produzimos, além de facilitar a nossa locomoção para resolver coisas do dia-a-dia, como poder ir ao médico fazer uma consulta. Tava complicado demais”, relatou.

De acordo com o secretário de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Econômico, Elyson Ferreira, a princípio cerca de 1.500 famílias devem ser diretamente beneficiadas com a operação. “Esse investimento beneficia os que produzem, os que colocam o alimento na nossa mesa, que é a agricultura familiar, responsável por aproximadamente 80% de tudo o que é produzido no nosso país. A Prefeitura de Rio Branco, por meio da Safra [Secretaria Municipal de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Econômico] está aqui para ajudar a melhorar a vida dessas pessoas que são fundamentais. Ainda faremos novas reuniões. Mesmo com a operação já em execução, o diálogo com os produtores sobre suas principais necessidades está aberto e é constante. Essa é uma determinação da prefeita Socorro Neri, por isso, ajustes ainda devem e podem ser feitos”.

“São praticamente 4 meses de muito trabalho pela frente. E essa é certamente é uma das ações mais importantes que o verão possibilita realizar. Vamos conseguir dar uma boa atenção aos trabalhadores rurais. Na zona rural há dificuldades no acesso às escolas, unidades de saúde e o principal que é escoar a produção. Com essa ação são milhares de famílias beneficiadas. É renda, é poder consumir alimentos produzidos aqui. É uma cadeia econômica importantíssima que precisa e merece todo o nosso respeito”, disse o líder da prefeita na Câmara, vereador Rodrigo Forneck.

O presidente da Câmara, vereador Antônio Morais, falou que apesar do pouco recurso, reconhece o esforço da Prefeitura de Rio Branco em tempos tão adversos com a crise financeira em todo o país e que afeta sobretudo os municípios. Ele também disse acreditar na boa aplicação dos recursos disponíveis, porque essa é uma marca da gestão Socorro Neri, mesmo com pouco, prezar pela qualidade do que é e será feito. “Quem ganha não é apenas o produtor, mas toda a população de Rio Branco. A produção chega na cidade, nós aqui consumimos esses bons alimentos, geramos renda aos produtores, eles compram coisas na cidade, então é um investimento que melhora não só a vida dessas pessoas, mas permite um ciclo, a movimentação da economia municipal”, finalizou.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários






Outras Notícias

Veja Também