Rio Branco, Acre,





Ministério Público avalia sistema prisional do Acre: “Problema muito grave”


“O problema é muito grave, e o modelo antigo de atuação não é suficiente”, diz presidente da CSP/CNMP

TON LINDOSO, DO CONTILNET

Membros da Comissão do Sistema Prisional, Controle Externo da Atividade Policial e Segurança Pública do Conselho Nacional do Ministério Público (CSP/CNMP) encerraram, no último dia 4 de junho com visita ao Ministério Público Federal (MPF) na cidade de Rio Branco, as atividades de inspeção no sistema prisional do Acre.

MP promove atividades de inspeção no sistema prisional do Acre/Reprodução

De acordo com a assessoria de imprensa do órgão, a agenda institucional incluiu reuniões de trabalho no Ministério Público do Estado do Acre (MP/AC), Ministério Público do Trabalho (MPT), Secretaria de Estado de Segurança Pública e Casa Civil do governo do Estado, além de inspeção no Complexo Penitenciário Francisco de Oliveira Conde, o maior do estado.

No MPF, o presidente da CSP/CNMP, conselheiro Dermeval Farias, comentou sobre a ação. “O problema é muito grave, e o modelo antigo de atuação não é suficiente. A intenção não é interferir na atividade do gestor, mas incentivar o diálogo. Temos muito a contribuir no arranjo institucional com todas as esferas de Poder”.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários






Outras Notícias

Veja Também