Rio Branco, Acre,





Suspeito de tentar matar dono de bar por não vender fiado vai a Júri Popular


Caso aconteceu em março de 2018 no município de Jordão

AGECOM TJAC

O Juízo da Vara Única de Jordão pronunciou, ao julgamento pelo Tribunal do Júri, o suspeito de tentativa de homicídio qualificado (artigo 121, §2°, incisos II e IV, c/c art.14 do Código Penal), quando um homem teria tentando matar um dono de bar, em março de 2018, em função de a vítima ter se recusado “a vender fiado”.

Caso aconteceu em março de 2018 no município de Jordão/Reprodução

Sobre as qualificadoras imputadas, o juízo considerou que devem ser avaliadas pelo Júri Popular por ter elementos para realizar o julgamento da qualificadora de emprego de recurso que dificultou à defesa da vítima e também de motivo fútil.

De acordo com os autos, o fato, em tese, configurou motivo fútil, qual seja, a desproporção entre o fato e a motivação, que seria em razão de a vítima não ter realizado uma venda à prazo.

A sentença de pronúncia foi publicada na edição n°6.352 do Diário da Justiça Eletrônico, da quinta-feira, 16.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários






Outras Notícias

Veja Também