Rio Branco, Acre,





Polícia identifica os assassinos do rapaz decapitado à faca em Rio Branco


São pelo menos dois assassinos e outros detalhes do crime deverão ser revelados numa coletiva de imprensa

TIÃO MAIA, DO CONTILNET

Os carrascos do rapaz morto por decapitação em Rio Branco (AC), cujo vídeo de execução foi exibido em redes sociais no último sábado (18), já estão identificados. Os assassinos são pelo menos duas pessoas e maiores informações sobre o crime serão dadas possivelmente na tarde desta segunda-feira (21), numa coletiva de imprensa dos dirigentes do sistema de segurança pública do Estado.

As informações foram dadas pelo diretor de polícia judiciária, delegado Henrique Maciel, ao revelar que o caso já está praticamente elucidado. O delegado confirmou que o corpo da vítima, sem a cabeça, possa estar escondido num matagal do bairro Taquari, no segundo Distrito da Capital, onde policiais investigadores se concentraram durante toda a manhã desta segunda-feira. “Na verdade, desde que tivemos conhecimento daqueles vídeos, não paramos um só instante e estamos prestes a elucidar este caso”, afirmou Henrique Maciel.

Saiba mais: Vídeo mostra homem anunciando saída de facção criminosa e sendo degolado no Acre

A polícia chegou aos assassinos através da namorada e de um amigo da vítima, que aparece em dois vídeos, non último sendo decapitado à faca. No primeiro vídeo, o rapaz aparece amarrado, com as mãos para trás, e revelando que é morador da Vila Acre, na região do Segundo Distrito de Rio Branco. No segundo vídeo, com imagens fortes, os assassinos, como fossem açougueiros, secionam a cabeça do corpo.

A motivação do crime, segundo a polícia, seria porque o jovem assassinado teria manifestado interesse em abandonar a facção da qual fazia parte. Teria sido morto por antigos aliados de facções por conhecer os segredos da organização.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários






Outras Notícias

Veja Também