Rio Branco, Acre,





Estado e prefeitura buscam acordo para manutenção dos espaços públicos da capital


Diálogo entre governo e prefeitura ocorreu na última sexta-feira

SECOM

O secretário da Casa Civil, Ribamar Trindade se reuniu  com a prefeita de Rio Branco, Socorro Nery, na sexta-feira, 10. Na pauta, a manutenção dos espaços públicos da capital acreana.

Segundo Ribamar Trindade, é de total  interesse do Estado zelar pelos espaços de convivência da comunidade, como Parque da Maternidade, Parque Tucumã e vias públicas como a Via Chico Mendes, que não pertencem a uma gestão ou a outra, mas sim à população.

Prefeita pontou conjunto de necessidades prioritárias (Foto: Odair Leal/Secom)

“Queremos a cidade bonita, segura e iluminada. Essa reunião visa solucionar definitivamente a manutenção dos espaços públicos além de sua proteção”, disse o secretário.

Na ocasião a prefeita aproveitou para solicitar do governo do Estado o chamamento das empresas que realizaram obras no verão passado. “Temos vários erros construtivos  em obras como a do Programa Ruas do Povo. Assim, solicitamos a parceria do governo em trazer essas empresas à responsabilidade do trabalho não finalizado ou mal feito. São obras muito recentes, executadas no segundo semestre de 2018”, declarou a prefeita.

O secretário de pronto atendeu ao pedido da prefeita garantindo que a preocupação do governo é que todas as obras já executadas ou em execução, da gestão anterior, sejam revistas ou finalizadas o quanto antes.

Como definição da agenda, o secretário Ribamar Trindade solicitou da prefeita, acompanhada do secretário da Casa Civil, Márcio Oliveira, do secretário de Zeladoria do município Kellyton Carvalho e do secretário municipal de Infraestrutura, Marcos Venícios, proposta financeira para que o município assuma todos os espaços públicos e vias urbanizadas (canteiros e ciclovias), na limpeza, manutenção da malha viária e iluminação pública.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários






Outras Notícias

Veja Também