Rio Branco, Acre,





Manifestação pró-Bolsonaro reúne mais de 500 militantes e autoridades em frente ao Palácio Rio Branco


Governador do Acre disse que na semana da votação da Reforma da Previdência irá até Brasília ser um cabo eleitoral

SAIMO MARTINS, DO CONTILNET

Segundo a organização, pouco mais de 500 militantes saíram de suas casas na tarde deste domingo (26) em frente ao Palácio Rio Branco, para se manifestar favorável à Reforma da Previdência, ao pacote anticrime e ás demais propostas do governo Jair Bolsonaro (PSL).

Ato reuniu vários militantes/Foto: ContilNet

Durante o ato realizado pela direita, a maioria dos manifestantes se mostraram constantes pelo movimento, haja vista que, segundo eles, o gesto não é político, mas sim democrático. De acordo com Lauro Fontes, um dos organizadores, sempre estará à frente de movimentos que lutem pela população. “Só teremos um futuro melhor se a máquina pública trabalhar em favor do povo”, ressaltou dizendo ser contra parlamentares trocarem votos por cargos públicos.

Karoline Brilhante, Presidente do Ica/Foto: ContilNet

O ato foi organizado pelo Instituto Conservador do Acre (Ica), comandado por Karoline Brilhante. A predidente ressaltou a importância da manifestação. “A expectativa é que possam vir pessoas engajadas com o movimento. As reformas são estruturais e vão melhorar a vida da população”, explicou.

Leia ainda: Gladson comparece em manifestação pró Bolsonaro e diz que Reforma precisa ser aprovada

O governador Gladson Cameli esteve no ato em favor de Bolsonaro e voltou a alertar os parlamentares pela importância da reforma. “Não é uma questão política, é uma realidade, se a reforma não for aprovada não vai ter dinheiro”, declarou Cameli que disse que na semana da votação irá até Brasília ser um cabo eleitoral favorável as medidas do governo federal.

Pedro Valério, presidente do Partido Social Liberal (PSL) no Acre, disse que caso a medida não seja aprovada o país entrará em colapso financeiro. “O país na verdade está quebrado, se não for aprovada vamos ficar pior que a Venezuela”, enfatizou Valério.

Coronel Ulysses durante ato neste domingo/Foto: ContilNet

O coronel Ulysses Araújo subiu no carro de som e falou da importância da aprovação do pacote anticrime. “Vai diminuir a corrupção no país”, destacou dizendo que o ato não representa cor partidária.

Estiveram presentes lideranças de varias agremiações políticas, como os deputados Wendy Lima (PSL) e Roberto Duarte Jr (MDB), Tião Bocalon, Ulysses Araújo e Gladson Cameli.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários






Outras Notícias

Veja Também