Rio Branco, Acre,





“Aqui a gente não faz balbúrdia, a gente faz Ciência”, diz professor em protesto na Ufac


Programação teve início na noite de terça-feira com os alunos que acamparam no Centro de Convenções da Ufac

LAMLID NOBRE, DO CONTILNET

Professores, estudantes e pessoal do quadro técnico ocupam o Campus da Universidade Federal do Acre (Ufac) desde a noite desta terça-feira (14), quando acamparam no Centro de Convenções.

Protesto teve início na terça-feira e tem programação nesta quarta /Foto: ContilNet

Durante todo o dia desta quarta-feira (15) acontecem diversas atividades em protesto contra o corte de verba para as universidades publicas federais, anunciado pelo governo Bolsonaro.

“Estamos paralisando para mostrar para a comunidade a importância da universidade pública gratuita e socialmente referenciada, onde e realizada quase a totalidade das pesquisas do nosso país, se o corte de 30% persistir, a UFAC irá fechar as portas”, disse o professor Moisés Lobão, um dos coordenadores do ato.

Protestos tiveram início na terça-feira, com acampamento no centro de Convenções da Ufac/Foto: ContilNet

Familiares dos estudantes também participaram do ato em apoio a um ensino público gratuito e de qualidade. “Estamos todos preocupados com o desenvolvimento do Brasil. Temos que fazer isso mesmo. Se ficarmos na zona de conforto, eles vão fazer o querem com o nosso pais”, disse Ana Queiroz, mãe da estudante Abigail Queiroz, do Curso de Quimica que, além da mãe, levo o filho Miguel Asaphe para o ato.

Ana Queiros e Miguel Ashaphe, mãe filho da estudante Abigail./Foto: Conrtilnet

Com a filha, ainda bebê de colo, a estudante Lizziê Primo, Curso de Letras/Libras emocionou os presentes ao dizer que falava em nome de todas as mães do Brasil. “Eu quero um futuro digno. Eu quero que a minha filha estude nessa Ufac um dia”, ressaltou.

Lizziê Primo e sua filha de poucos meses/Foto: ContilNet

A programação, em forma de virada cultural, acontece durante todo o dia, desta quarta-feira (15) e se encerra somente na manhã desta quinta-feira (16). A paralisação é uma manifestação nacional.

Programação:

14/05 – a partir das 22h, no Centro de Convenções:  Acampamento #OcupaUfac

15/05 – Manhã:

– Café da manhã coletivo

– Ato na entrada da UFAC

– Performance Panfletagem

15/05 – Tarde:

– Aulões públicos de diversas áreas de formação

– Oficina  de grafitti

– Oficina de teatro do oprimido

– Grupo Coral Ufac

– Ufac Jam

15/05 – Noite:

– Projeto de extensão Conto da Aia

–  Virada cultural #OcupaUfac

Atrações [email protected]: Flecha Manifesto Cênico, Moças do Samba, Yasmin Moraes, Yasmin O’Hana e César Félix, Diogo Soares , Slam com Poetas Vivos, Hip Hop com Jorge Neto, Dream Healer, Trio (Ricardinho, Loro e Luis Antônio), Trilobitas, Aguadeiro, Poc’s Show, Combustão Espontânea, Zingari, Caroço d’água, Abigail e Isabel, Elas Batucam, entre [email protected] varando a madrugada.

16/05 –  Às 7 horas da manhã: Ato de encerramento

Este slideshow necessita de JavaScript.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários






Outras Notícias

Veja Também