Rio Branco, Acre,





Lançamento do Funagro 2019 marca o início de uma nova era para a Agricultura do Acre


Novas regras asseguram o acesso justo a mecanização agrícola para pequenos agricultores e põe fim ao apadrinhamento político praticado em anos anteriores

WESLEY MORAES, SECOM

O lançamento do Fundo Agropecuário Estadual 2019 entra para a história do setor produtivo rural do Acre. O compromisso da nova gestão é colocar fim ao descaso em que a maioria dos agricultores eram submetidos em anos passados, por governos autoritários, em que apenas apadrinhados políticos eram os beneficiados de cessão gratuita de equipamentos e máquinas pesadas.

Na tarde desta quinta-feira, 18, o estacionamento do Estádio Arena da Floresta ficou tomado por tratores, caminhonetes, caminhões e equipamentos agrícolas, sucateados, principalmente, pelo mau uso e menosprezo com o bem público. Todo o maquinário foi adquirido por meio de empréstimos milionários que estão sendo pagos pelo contribuinte acreano.

Em pouco mais de quatro meses, cerca de 250 bens foram recuperados somente nos municípios de Rio Branco/Foto: Odair Leal/Secom

De acordo com o titular da Secretaria de Produção e Agronegócio (Sepa), Paulo Wadt, o desdém com o patrimônio público era tamanho que máquinas e equipamentos estavam sendo alugados por servidores, e, até mesmo pelos próprios produtores rurais, o que era proibido na época. Além do furto de peças que eram vendidas no mercado ilegal.

Em pouco mais de quatro meses, cerca de 250 bens foram recuperados somente nos municípios de Rio Branco, Acrelândia e Senador Guiomard. As buscas continuam sendo feitas pela polícia e a intenção é que a retomada do maquinário seja feita em outras cidades do Estado.

“Na próxima semana, o governador Gladson Cameli vai emitir um decreto obrigando a devolução de todas as máquinas e quem não devolver vai estar sujeito a responsabilização judicial”, explicou.

Além do titular da Sepa, participaram da solenidade também o secretário de Estado de Segurança Pública, Paulo Cezar dos Santos, o senador Sérgio Petecão, agricultores e empresários locais.

o senador Sérgio Petecão, agricultores e empresários locais também participaram da solenidade/Foto: Odair Leal/Secom

As novas diretrizes do Funagro para acesso a mecanização agrícola

Com o Funagro, as regras para a utilização da mecanização agrícola sofreram alterações. A partir deste ano, para adquirir um bem público o produtor terá que se enquadrar no perfil estabelecido pela Sepa.

“ O Funagro será um programa transparente, conduzido pelos escritórios locais, e a decisão não mais ficará a cargo do secretário e de seus interesses. Os nossos técnicos que conhecem a realidade é que vão decidir e escolher os produtores que realmente precisam das máquinas para trabalharem”, argumentou.

Todas as máquinas recuperadas passarão por manutenção e só serão entregues em perfeito estado de funcionamento. Este ano, os interessados devem procurar a Sepa ou um de seus escritórios no interior do Estado para fazer o agendamento mediante o pagamento de uma taxa de locação. O valor cobrado será bem abaixo aos praticados atualmente no mercado de máquinas pesadas.

As mudanças foram comemoradas pelo produtor Mauri Queiróz, que também integra a Associação dos Produtores Rurais do Riozinho do Andirá, no Bujari. Com a nova política do Funagro será possível melhorar e ampliar a produção de vários agricultores familiares que antes não tinham acesso a mecanização agrícola.

“Em anos anteriores, procurávamos a Seaprof e o gerente dizia que não tinham máquinas e, hoje, a gente está vendo que não é bem assim. Sabemos que agora o produtor rural pode plantar e trazer a sua produção até a cidade porque as máquinas vão trabalhar para o pequeno produtor e os ramais serão abertos”, afirmou.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários






Outras Notícias

Veja Também