Rio Branco, Acre,





Instituto de Assistência e Inclusão Social divulga balanço das ações


A Política de Assistência Social é descentralizada em forma do Sistema Único de Assistência Social (Suas)

ASCOM

O Instituto de Assistência e Inclusão Social (Iais) reuniu as informações referentes às ações realizadas nos primeiros meses deste ano para apresentar o relatório dos 100 dias de governo. De acordo com o reforma administrativa o Instituto é responsável pelas políticas públicas destinadas às mulheres, à juventude e às de assistência social.

Dentre os resultados apresentados estão os dados referentes aos atendimentos nas casas abrigo de Cruzeiro do Sul e Rio Branco. Esses locais recebem mulheres, acompanhadas ou não de filhos, que foram vítimas de violência doméstica.

Neste primeiro trimestre foram acolhidas oito mulheres e 22 crianças em Cruzeiro do Sul e em Rio Branco, foram abrigadas 29 mulheres e 32 crianças. Durante a permanência na instituição foram oferecidos serviços de alimentação, atendimento médico, psicológico, social e ainda apoio escolar. Os profissionais trabalham com a proposta de restaurar a autoestima e o empoderamento dessas mulheres. Também foram oferecidas oficinas motivacionais e de educação financeira.

Outra ação realizada foi o lançamento do Programa Patrulha Maria da Penha que faz parte do conjunto de políticas públicas voltado para vítimas de violência doméstica adotado pela atual gestão, por meio da Secretaria de Indústria, Ciência e Tecnologia (Seict) e do Instituto de Assistência e Inclusão Social (Iais) em parceria com o Tribunal de Justiça do Acre.

“As mulheres vítimas de violência doméstica e suas famílias terão de volta a sensação de segurança, dignidade e convívio social”, enfatizou a primeira-dama, Ana Paula Cameli, durante a apresentação do programa feita aos militares que irão atender as ocorrências geradas pelo aplicativo Botão da Vida.

O aplicativo vai permitir que alertas sejam enviados para a polícia, em caso de ameaça ou de agressão pelo marido ou companheiro que cumpre algum tipo de medida protetiva.

O relatório aponta ainda que a elaboração de planejamento de ações nas áreas de atuação do Instituto.

Foram realizados levantamentos e ajustes ao programa Bolsa Moradia Transitória. Foram pagos os meses em atraso do aluguel social e renovados 20 contratos.

A Política de Assistência Social é descentralizada em forma do Sistema Único de Assistência Social (Suas). Dentro das atribuições do Estado estão o apoio técnico para a execução dos serviços, benefícios e programas desenhados e normatizados pela política de assistência.

Foram realizados mais de 14 mil atendimentos, nos meses de janeiro e fevereiro, nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e nos Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) dos municípios, de acordo com dados divulgados pelo governo federal.

“Nossa avaliação é positiva. Os resultados alcançados são bons e temos tudo para crescer ao longo do ano. Estamos trabalhando e realizando um planejamento estratégico em conjunto com as equipes técnicas”, destacou Carlos Gabriel da Costa Garcez, presidente do Iais.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários






Outras Notícias

Veja Também