Rio Branco, Acre,





Gladson Cameli pede à bancada federal aprovação da Reforma da Previdência


Gladson explicou que a responsabilidade de todos, agora, é a de “colocar o Brasil nos trilhos”

SECOM

Agendas conjuntas e o apoio de todos os parlamentares para a aprovação da Reforma da Previdência, elaborada pelo Governo Federal, foram temas de reunião entre o governador Gladson Cameli e a bancada federal, na tarde desta terça-feira, 23, em Brasília.

Gladson explicou que a responsabilidade de todos, agora, é a de “colocar o Brasil nos trilhos” para que os estados possam superar as dificuldades colocadas ao longo dos anos.

A partir de agora, a reunião com a bancada será realizada pelo menos uma vez ao mês e servirá para alinhar as relações entre governo e os parlamentares federais. Para o governador, o mais importante, a partir de agora, é o Estado do Acre e o seu desenvolvimento.

Governador com parlamentares da bancada acreana; ideia é alinhar propósitos em torno da população do Acre (Foto: David Casseb)

“Não teremos, no meu governo, bandeiras partidárias nem ideológicas que desagreguem os interesses do estado. Temos que pensar no bem-estar da população e procurarmos melhorias na qualidade de vida da população, que sofreu durante muitos anos com o abandono dos dirigentes estaduais”, frisou Cameli.

Com relação ao pedido para que a bancada apoie o projeto de Reforma da Previdência, Cameli explicou que esse é um ponto que considera fundamental para que as contas do Brasil saiam da estagnação e voltem a crescer.

“Dessa forma, unidos com o Governo Federal para que o Brasil cresça, teremos oportunidade também de termos os olhares da União voltados para nós, os estados mais carentes. Vamos construir uma via de mão dupla para voltarmos a crescer”, disse Gladson Cameli.

Estiveram presentes na reunião com o governador, os senadores Márcio Bittar, Sérgio Petecão, Mailza Gomes e os deputados federais Mara Rocha, Vanda Milani, Jesus Sérgio, Perpétua Almeida, Alan Rick e Jéssica Sales.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários






Outras Notícias

Veja Também