Rio Branco, Acre,





Professores barrados em concurso da SEE protestam em frente à Casa Civil nesta sexta-feira


A movimentação interrompeu o fluxo de veículos na Avenida Brasil e na Rua Quintino Bocaiuva

SAIMO MARTINS, DO CONTILNET

Após uma fala da presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac), Rosana Nascimento, sobre a situação dos professores com contratação provisória que foram barrados no último concurso da Secretaria de Educação do Estado (SEE), os profissionais da rede pública de ensino foram até à casa civil na manhã desta sexta-feira (1) para a realização de um protesto contra o impedimento.

Dezenas de professores pediram o apoio de Gladson Cameli/Foto: ContilNet

“A nossa revolta é por conta do dispositivo de lei que foi criado em 1998, inserido no edital do atual concurso, que proíbe a classificação de professores aprovados e que já trabalham na Educação há mais de 10 anos. Vão primeiro chamar os que não trabalharam para depois convocarem os que possuem experiencia. É inadimissível. Mais de 5 mil professores provisórios foram excluídos”, destacou Nascimento.

“É inadmissível que nos excluam”, disse um dos representantes/Foto: ContilNet

No manifestação, dezenas de trabalhadores pedem o apoio do governador Gladson Cameli (PP), tendo em vista a não inclusão do empecilho em outros processos seletivos já realizados nos últimos 20 anos.

A chuva não foi um impedimento para a categoria. A movimentação interrompeu o fluxo de veículos na Avenida Brasil e na Rua Quintino Bocaiuva.

Trânsito interditado/Foto: ContilNet

Trânsito interditado/Foto: ContilNet

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários






Outras Notícias

Veja Também