Rio Branco, Acre,





Empresário acreano diz que críticas à soja fazem parte do jogo democrático


Para o empresário, o Brasil é um dos maiores países do mundo na produção de grãos e o Acre não pode viver dissociado desta realidade

TIÃO MAIA, PARA CONTILNET

O empresário e pecuarista Ricardo Leite, o “Rico”, que dirige um dos maiores grupos empresariais do Acre, cujas atividades vão da pecuária à educação privada – caso do Centro Universitário Uninorte – também veio a público para se manifestar em defesa do agronegócio e da abertura do Acre à plantação de soja, conforme vem acenando o governador Gladson Cameli com apoio inclusive do governo federal, cuja ministra da Agricultura, Teresa Cristina, esteve no Estado, na semana passada, anunciando parceria neste sentido.

Ricardo Leite, empresário e pecuarista /Foto: reprodução

Para o empresário, o Brasil é um dos maiores países do mundo na produção de grãos e o Acre não pode viver dissociado desta realidade. “O Acre, conciliando meio ambiente com agricultura, com o clima que nós temos, que é excepcional, se cumprindo a legislação, nós podemos avançar muito”, disse. Segundo ele, o Acre pode perfeitamente conciliar a plantação de soja com a proteção do meio ambiente porque o Estado tem apenas 13 por cento de sua vegetação desmatada e não é mais necessário desmatar porque já é possível estabelecer consórcio entre lavoura e pecuária, que permite a criação de gado com a produção de grãos.

“Isso já está sendo feito em vários lugares do Brasil e, no nosso Estado, isso não é diferente do restante do país. Nós temos muita água, muito sol e chuvas suficientes. Então, conciliar meio ambiente com o agronegócio é uma boa saída para o nosso desenvolvimento”, acrescentou.

As críticas do setor ambientalista à proposta – encampada pelo governador Gladson Cameli desde sua posse, na visão do empresário, faz parte do jogo domocrático. “Mas eu acho que havendo honestidade, com todos os setores mostrando e defendendo seus interesses às claras, não haverá problemas”, disse.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários






Outras Notícias

Veja Também