Rio Branco, Acre,





Tião Viana comemora, mas salários de outubro foram pagos com empréstimos de quase R$ 250 milhões


Para manter as folhas em dia, o gestor vem fazendo aberturas de créditos milionárias, por meio de decretos

SAIMO MARTINS, DO CONTILNET

O governador do Estado do Acre até o dia 31 de dezembro de 2018, Tião Viana (PT), usou as redes sociais para comemorar o pagamento em dia dos servidores do Estado. Porém, para manter as folhas em dia, o gestor vem fazendo aberturas de créditos milionárias, por meio de decreto governamental. Em menos de uma semana, Viana já abriu quase R$ 250 milhões de reais, por meio do Diário Oficial do Estado (DOE).

De acordo com o gestor, “o Acre segue um desafio diário, fazendo um grande controle de suas contas públicas, garantindo em dia o pagamento dos servidores, conforme calendário anual”, comemorou.

Na última quinta-feira (8), o governador abriu crédito suplementar de mais de R$ 190 milhões, para poder assim manter os salários em dia.  Segundo os registros, os valores adquiridos eram para a manutenção de diversas secretárias, como por exemplo a Polícia Militar do Estado do Acre e a Assembleia Legislativa do Estado do Acre (Aleac). As demais, eram para folha de pagamentos de funcionários públicos efetivos e comissionados.

Já na manhã de hoje, Tião Viana voltou a abrir crédito, porém, no valor de R$ 60 milhões. O objetivo, o mesmo: garantir os salários em dia de servidores, como os do Instituto de Terras do Acre (Iteracre) e custeio de despesas com instituições públicas, como o Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Ao final da postagem, o governador ressalta que, durante seus quase oito anos de governo, jamais atrasou salários. “São 94 meses de proventos pagos, sem contar os 13°, todos pagos regularmente”, encerrou.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários






Outras Notícias

Veja Também