Rio Branco, Acre,





Após agredir um casal de jovens, lutador é liberado da prisão; “indignada”, diz irmã de vítima


Família questiona decisão da Justiça de mandar liberar lutador da prisão mesmo ele estando cumprindo uma medida protetiva

REDAÇÃO CONTILNET

Poucas horas depois de ter quebrado o nariz da jovem Pâmela Alves Pereira, 25 anos, com um soco e esmurrado o namorado dela, o sargento do Exército Lourenço Oliveira, 28, que sofreu um profundo corte no supercílio esquerdo, o lutador de jiu-jitsu Lourenço Deroci Babosa, de 25 anos, já havia sido liberado da prisão através de um alvará de soltura expedido pelo juiz Raimundo Nonato, da 3ª Vara Criminal.

Deroci II

O rosto da jovem Pâmela ficou desfigurado/Foto: Cedidas pela família à ContilNet

Pâmela, que é de Brasileia e tinha vindo a Rio Branco para ver o namorado, estava hospedada na casa de uma amiga, Millyanne de Oliveira Silva, de 31 anos, que é ex-mulher de Deroci. Foi lá que ele, sem nunca ter visto a jovem, a agrediu deixando seu nariz quebrado e um olho bastante roxo.

Lourenço recebeu um murro tão forte, que abriu seu supercílio. Ele estava em um quarto da casa de Millyanne quando ouviu alguém gritando lá fora e arrombando a porta. Era Deroci, que, ao entrar no local, partiu enfurecido para o quarto onde ele estava com a namorada.

“Ele estava muito enfurecido, me pegou de surpresa, e não consegui reagir. Acabei sendo dominado por um mata-leão que me deixou quase sem sentidos. Minha namorada conseguiu escapar e correr para o meio da rua, onde pediu ajuda aos vizinhos. Ela estava toda ensanguentada e desesperada”, conta Lourenço.

pamela

Pâmela estava hospedada na casa da amiga Milliane

Familiares de Pâmela chegaram nesta segunda (9) em Rio Branco e se surpreenderam com a notícia de que o lutador já havia sido liberado da prisão. Ele já tinha sido advertido pela Justiça, através uma medida protetiva, para ficar longe da ex-esposa, mas na noite desta segunda divulgou nas redes sociais dizendo que sofrera uma “emboscada”.

A contilnet falou com três advogados sobre a situação do agressor. Todos dizem que Deroci não poderia ter sido liberado da prisão, já que deveria estar cumprindo a ordem judicial para ficar distante da esposa Millyanne.

A enfermeira Pollyanna Alves, 33 anos, que é irmã de Pâmela e procurou a Contilnet para fazer a denúncia, questionou a postagem feita por Doracir, que disse ter sofrido uma “emboscada”. “Como uma pessoa arromba duas portas para sofrer uma emboscada? Esse rapaz tem que pagar pelo que fez com dois jovens indefesos, que nem o conheciam. Estamos indignados com a decisão da Justiça acreana, que botou esse agressor em liberdade após ele ter quase matado minha irmã e seu namorado”, diz Pollyanna.

O soco que o lutador deu no sargento Lourenço foi tão violento que abriu seu super cílio esquerdo

Ela diz ainda que Doracir deveria estar preso, também por ter sido denunciado pela ex-esposa e estar cumprindo uma medida protetiva. “Este agressor já tinha sido advertido pela Justiça de que não poderia se aproximar de sua ex-mulher. Também já bateu em outras pessoas, conforme matéria publicada pelo portal G1 no dia 6 de agosto de 2013.”

Veja AQUI matéria publicada pelo site G1 em 2013 sobre briga do lutador com um policial em uma boate.

“A história não terminou apenas na briga na boate. Levado para a 1ª Regional de Rio Branco, Deroci foi preso e colocado em uma cela com outro preso. O lutador alega que o companheiro de cela quis agredi-lo e ele se defendeu.”

IMG-20160510-WA0005

Derocir estava cumprindo uma Medida Protetiva quando invadiu a casa da ex-esposa

O policial civil Paulo Cahú nega todas as acusações de Deroci Barbosa. Paulo confirmou o episódio de 2010, mas tratou como uma “abordagem normal”. Segundo ele, Deroci faltou com respeito ao fazer um gesto obsceno para os policiais e foi abordado de uma maneira padrão, diz um trecho da reportagem do G1.

O lutador sofreu muitas críticas na sua página do Facebook ao apagar a postagem onde dizia ter sido vítima de uma armação. “Você tentou matar a mãe do seu filho no Dia das Mães. você é um monstro escroto, bandido, tem que estar preso para a segurança do povo acriano e do Brasil”, disse o internauta Cris Tucxê.

Procurado pela Contilnet, o sargento do Exército Lourenço Oliveira disse que irá procurar a imprensa para pedir Justiça, mas somente após falar com seus superiores. “Só poderei me manifestar quando receber autorização dos meus superiores”.

lutador assa

O quarto onde o casal estava hospedado ficou coberto por sangue

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários






Outras Notícias

Veja Também