Ex-senador boliviano consegue prorrogar estada no Brasil e vive em apartamento de Petecão

Roger Molina, opositor do governo do presidente Evo Morales, entrou no país no final de agosto de 2013.

RogerPintoMolinaSergioLimaFolha

O ex-senador boliviano Roger Pinto Molina conseguiu prorrogar em 180 dias sua estada no Brasil. Seis meses depois de fugir da Bolívia para o Brasil, o ex-senador vive em Brasília, em um apartamento emprestado pelo senador Sérgio Petecão.

O processo de Molina, que afirma ser perseguido político, está sendo analisado pelo Comitê Nacional para os Refugiados (Conare) e, enquanto isso, o boliviano pode renovar o pedido provisório a cada seis meses.

Roger Molina, opositor do governo do presidente Evo Morales, entrou no país no final de agosto de 2013, a bordo de um carro da embaixada brasileira, que o trasladou desde La Paz até Corumbá (MS).

Na época, o episódio gerou uma crise na diplomacia brasileira, e o ministro das Relações Exteriores, Antônio Patriota, pediu demissão do cargo.

Com informações do Folha Press

COMENTÁRIOS

A Agência de Notícias ContilNet informa aos seus leitores que não se responsabiliza pelas consequências jurídicas sobre as opiniões divulgadas nos campos de comentários, e que as postagens de conteúdo ofensivos serão excluídos do portal.

produtos recomendados para você

Últimas do portal